História

“O fotógrafo profissional parece levar o seu aparelho a fazer imagens segundo a intenção deliberada para a qual o fotógrafo decidiu. A análise mais atenta do processo fotográfico revelará, no entanto, que o gesto do fotógrafo se desenvolveu por assim dizer no ‘interior do programa de seu aparelho. Pode fotografar apenas imagens que constam do programa de seu aparelho. Por certo, o aparelho faz o que o fotógrafo quer que faça, mas o fotógrafo pode apenas querer o que o aparelho pode fazer.”

“Toda imagem produzida se insere necessariamente na correnteza das imagens de determinada sociedade, porque toda imagem é resultante de codificação simbólica fundada sobre um código estabelecido.”      — de Vilém Flusser